A mediocridade do feminismo e do machismo: mais do mesmo

A mediocridade do feminismo e do machismo: mais do mesmo

Olá Ursão! Tenho 20 anos e quero transar com uma “amiga” que tem 21, não gosto dela, só quero sexo mesmo. Ela vive jogando indiretas no Msn, mas quando eu dou uns pegas nela, ela fica se fazendo de “santinha” e isso me irrita. Já chamei ela para ir no Motel, ela falou “vou pensar no seu caso”. O que faço? Dou um pé na bunda dela? Dnei

Olá a todos e todas. Aproveitei a pergunta feita para criticar a conduta medíocre machista e feminista que está sufocando a sociedade com conceitos ultrapassados, abrindo mão da valorização do que realmente importa. Ao olhar o mundo apenas sob a ótica sexual, pessoas estão tendendo a ter mais experiências sexuais vazias de experiências emocionais, tudo em nome do ego ou de uma criação idiota.

Caro Dnei, fiquei admirado pela sua sinceridade e praticidade, achei incrível não gostar da garota e ainda assim querer fazer sexo com ela. É isso aí, relações interpessoais com gosto de fim de feira! Não pense que eu estou lhe condenando, fazer sexo casual é uma decisão muito pessoal, não cabendo a mim julgar se você está certo ou errado.

Eu já tive 20 anos e sei que nessa fase seria praticamente impossível fazer um pós-adolescente pensar nos estragos emocionais que atitudes como essa podem causar nas outras pessoas, portanto, não vou lhe passar sermão algum, deixarei isso a cargo do futuro.

Contudo, como não tive quem me orientasse, sinto-me no dever de lhe fazer um alerta: o seu presente não está lhe trilhando um futuro muito promissor com as mulheres.

Nesse momento muitos leitores da raça masculina estão pensando que virei gay ou algo do gênero, para estes digo, prefiro mudar de time a voltar a ser o escroto que fui na adolescência. Pensando bem, não vamos exagerar… Isso foi só para ilustrar o fato!

Dnei, acredito que essa moça está brincando com você e que até merecia uma boa lição, mas não acho que o professor precise mesmo ser você. Quando alguém pisa na bola, no início revidamos sem pensar, depois hesitamos e quando ficamos mais experientes percebemos que, mesmo merecida, acabamos por deixar a aula para que outra pessoa com mais tempo a dê.

A falta de maturidade e a necessidade em ser notado

Esse foi um dos motivos que abri mão das mais jovens, elas estão sempre querendo provar que estão no comando, isso é chato demais. Uma moça com 21 anos tem certeza absoluta de que sabe de tudo e que está pronta para encarar o mundo com os poucos anos adultos que carrega.

Da mesma forma que nós, homens, somos compelidos a sair comendo todo mundo, as meninas também tem lá suas bobagens. Próximo dos vinte anos me parece que todos queremos ser ouvidos, deixar marcas no mundo, revolucionar conceitos e todas as outras idiotices que o tempo trata de acertar.

Se tinha uma coisa que me irritava quando moleque era esse negócio de mulher de fases, ora sendo as sedutoras, ora parecendo freiras. Nunca soube porque algumas mulheres tomavam essa postura, não faz sentido algum fazer um jogo onde não se ganha nada a não ser uma massagem no ego. Pensando agora, de cabeça fria, me parece mais um grito de alguém que precisa se sentir especial. A meu ver, especialmente filha da puta, claro! Mas aos olhos de quem age assim, imagino que brincar de ioiô deve lhe dar a sensação de poder.

Bom, caro amigo, você quer apenas sexo? Sinto muito, terá que jogar o jogo dela. Se achar que vale a pena terá que ficar nesse lenga-lenga idiota. O maior problema que vejo nessa situação é que ela te enrola para parecer a fodona e você só quer comê-la para parecer fodão. Eita situação complicada!

Não sou mais tão novo a ponto de ter certeza de tudo, mas acho que você está apenas perdendo seu tempo. É claro que aos vinte anos achamos que temos todo tempo do mundo, mas não é bem assim que acontece.

Os conceitos de um mundo machista

Depois de muito refletir sobre como fui criado e minhas atitudes, recomendo que os demais leitores também pensem a respeito, percebi que há certa estupidez nos conceitos que aprendi.

Desde muito novo aprendi que quem dispensa é o exército e quem come qualquer coisa está sempre mastigando. Coisa de macho, claro! Quem foi que me ensinou? Todos por quem eu tinha admiração: parentes, amigos e personagens da dramaturgia.

Os caras mais bacanas dos filmes sempre tinham mulheres a seus pés, elas ficavam loucas por eles e quanto mais indiferentes eles eram, mais bacanas ficavam. Meus amigos também eram assim, tinham que mostrar que o negócio era ser guerreiro, abater toda presa possível. O que falar dos irmãos então? Seguiam a mesma lógica.

Troque as experiências sexuais por experiências emocionais

Essa “riqueza” de conceitos me fez ignorar que além do meu mundo havia pessoas que também tinham sentimentos. Acredito que você está passando por isso agora e preciso dizer algo que será muito mal visto pelos outros homens, mas foda-se, quem não gostar pode parar de ler o blog.

Os homens deveriam ter menos experiências sexuais e mais experiências emocionais.

Esse é o meu resumo sobre o que deveríamos fazer com nossa juventude. Experimentar relações inteiras, com coisas positivas e negativas. Apenas gozar não nos faz melhores, se fosse assim atores pornôs se tornariam novos budas. O que diríamos sobre as prostitutas? Elas também têm orgasmos, creia.

Imagino que seja diferente ver um homem atacando o conceito do “comedor”, não estou fazendo média com as leitoras, pode ter certeza disso. Apenas acho que já está na hora de pararmos de agir feito animais. Fazer sexo com mil mulheres lhe dá a mesma experiência emocional que fazer sexo com uma. Mas por que estou valorizando tanto essa questão?

Muito simples! Um belo dia você se cansará de ficar só e não saberá lidar com o fato de que conviver com outra pessoa é uma aventura complexa, provavelmente pisará feio na bola e acabará levando um belo pé na bunda. É por isso que um dos textos mais lidos do blog é sobre o que fazer depois de ser chutado, clique aqui para ler.

As pessoas realmente não sabem como resolver problemas de relacionamento, acabam se acostumando a relações superficiais e têm dificuldade em se adaptar ao mundo real.

A mediocridade feminista passou a mensagem errada

Ao lhe alertar sobre isso estou tomando uma postura muito mais difícil que as pseudo-feministas tomaram. Elas preferiram se tornar piores que nós para provar que estávamos agindo errado. O que não perceberam é que não ligamos em sermos chamados de galinhas por alguém que age como uma vaca.

Contrariando a lógica das moçoilas revoltadas, prefiro passar uma mensagem diferente. Acho que deveríamos nos valorizar mais. Valorizar o tempo de vida que temos, esteja certo que tudo passa rápido demais. É o nosso bem mais precioso e ainda assim dedicamos a maior parte dele com frivolidades.

Pense bem antes de entregar suas horas para uma pessoa que só pode lhe dar orgasmos em troca delas. Se ela nada tem a lhe acrescentar, corte-a da lista, se masturbe e vá dormir, será muito melhor!

Para os homens os maiores inimigos do sexo casual são: videogame bom, pizza, bebida e filme pornô. Com esse mix você se livra de muita barca furada.

Acho que devemos fazer sexo sim, muito, aliás, mas prefiro que ele venha acompanhado de algo mais intenso. Se não de um relacionamento, que de um fetiche então. Algo que você ache importante. Não existe número ideal para um relacionamento maduro, mas acho que depois de uns três ou quatro namoros o sujeito começa a ficar mais esperto. Isso também vale para as meninas.

Em meu entender não há número máximo, mas acho que não aprendemos muito depois dos primeiros e aí é só mais do mesmo.

Até mais!

Ps. Se chegou até aqui é porque gostou do texto. Me faça um favor, compartilhe-o em suas redes sociais, dê um “curtir” no Facebook ou tuíte o post! Obrigado!

Recomendo ler mais alguns textos:

Como esquecer alguém e seguir com a vida?

Por que as relações acabam?

Por que algumas mulheres não conseguem arrumar namorados?

Comentários

comentários



Leia também


Assediada no ônibus. Como resolver casos de assédio sexual ou moral no transporte coletivo
Homem fardado com uma arma na mãoMulheres que sofrem ou já sofreram assedio em transporte coletivo, Urso explica o que pode ser feito para evitar e o que fazer caso aconteça Leia mais

Leitora quer transformar pato em boi! Com tanto corno no mundo as ações da fidelidade estão despencando!
Seta para baixo destruindo o "chão"Ela é casada e tem dois filhos, seu marido foi seu primeiro e único homem. E agora ela quer exprementar outro! É trair ou separar ou ambos! Leia mais

“Meu namorado quer comer a mãe dele ou estou ficando louca?”. Complexo de Édipo em pauta
Duas mulheres se cumprimentando e um homem olhandoAo ser apresentada para sogra viu que era muito parecida com ela, será que o namorado dela tem complexo de édipo?Melhor procurar outro, não? Leia mais

Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários