Como escolher a mulher certa para casar? O negócio é ser poligâmico?

Caro Urso, possuo uma namorada linda, e juntamente com esta, tenho mais 4. Vamos enumerar as 5, para que possa entender melhor a minha pergunta; Cada uma delas, eu gosto de uma coisa, a Nº 1 é boa de cama e linda, a Nº 2 é ótima companheira e super pé no chão (tipo mulher pra casar), a Nº 3 é super alegre e Motivada, a Nº 4 é boa de cama e boa de cama, a Nº 5 é o quebra galho da segunda-feira, e dias que as outras não estão disponíveis;

Percebo que está na hora de tomar uma decisão de ficar com uma mulher, constituir família, enfim… Aquelas coisas todas que sabemos… Mas não consigo utilizar critério para escolha, até porque cada uma possui uma característica mais forte, o ideal seria bater as 5 no liquidificador e depois dar uma boa coada, acredito que seria a mulher ideal, mas como isso não é possível e eu não tenho a grana do Ali baba, pra manter as 5….tenho que escolher. Junior

 Caro Junior, “o matemático”, o senhor realmente está gozando de um certo prestígio com as fêmeas, muito bem, parabéns! Numa terra que tem tanto cego, manco e surdo, quem tem um olho é rei, certo? Ou seria polígamo?

Errado! Tenho experiência suficientemente forte para dizer que quem tem muitas é porque não tem nenhuma. Você mesmo disse que gostaria de bater todas num liquidificador, dar uma boa coada e fazer a mulher ideal. Nisso, você e elas, estão em sintonia… Se elas souberem dos seus planos também desejarão batê-lo no liquidificador, começando, é claro, pelos países baixos.

Veja bem, não o estou condenando, mas como o senhor me pediu uma orientação, vejo que está na hora de ensinar como escolher a mulher ideal. É nesse parágrafo que as leitoras feministas de plantão estão fazendo planos para derrubar o Urso, indignadas estão pensando “como assim, escolher a mulher ideal? Somos nós quem escolhemos! Esse Urso é um machista, não vou mais ler o blog”… Isso, mulheres enxaquecas, mudem de blog! Nada mais chato do que uma feminista que não consegue respeitar a opinião alheia! Vai queimar sutien, vai!

Aproveitem e leiam minha obra prima “Por que há tanta mulher solteira? Hoje as feministas vão querer me queimar no inferno…“.

Voltando ao caso do leitor, sugiro primeiramente que você tente entender sua compulsão, eu sei que mulher é ótimo, mas nessa quantidade o ministério da saúde adverte que pode provocar males irreversíveis a sua saúde. O senhor já se imaginou tendo que urinar através de um canudo pelo resto da vida?

Será que esse monte de mulher está querendo dizer uma coisa para você? Eu ouvi! Acabei de ouvir uma feminista gritando: “SIM! Quer dizer que ele é um calhorda sem-vergonha que merece ser decapitado em praça pública e ter seus membros separados para que sirva de exemplo!”.

Devo admitir que ela até possa estar certa, porém creio que a explicação pode tomar outro rumo. Será que o Don Juan paraguaio não está enfrentando um problema sério de medo da solidão?

Não sei ao certo qual problema originou essa compulsão, pode ter sido carência afetiva materna, desilusão amorosa em época de formação de caráter ou até mesmo porque você olhou para a Lua e achou que era coberta de queijo, sei lá. Não sou seu psicólogo, portanto isso é com você!

Te darei uma dica musical, segue Regra Três, na voz de Toquinho:

[youtube]_qmOzOjbZ3k[/youtube]

Mesmo assim, darei uma mãozinha, tenho duas histórias que ilustram bem como as coisas funcionam e como deveriam funcionar, não falarei qual corresponde a que explicação, deduza isso sozinho, ok?

Não deixe de me seguir no Twitter, clique aqui. Não sabe que raio de Twitter é esse? Então clique aqui e fique sabendo.

Primeira: um belo dia de sábado, estava eu comendo minha feijoada semanal quando um senhor se aproximou e disse: “jovem, está vendo aquela senhora ali, atrás do balcão? É a minha esposa. Casei há 30 anos. Aquela que está do lado é sua melhor amiga e, quando jovem, era exuberante, já a minha mulher era apenas simpática. Veja as duas agora, perceba como o tempo trabalhou nelas e apreenda uma coisa, case-se com a que você gostar de conversar!“.

Segunda: um rapaz estava indeciso entre três mulheres, resolveu fazer uma espécie de gincana. Deu cerca de R$ 10 mil para cada e pediu para que voltassem depois de um mês. Passado o tempo, a primeira voltou com R$ 100 mil devido as aplicações e investimentos que fez, a segunda voltou com dúzias de presentes para ele e a terceira voltou toda perfumada após um banho de loja completo. Com quem ele ficou? Com a que tinha a bunda maior!

Uma coisa que me deixou apreensivo foi você ter pensado que ter várias mulheres é questão de grana… Quisera você estar certo, tudo seria mais fácil para os homens, bastaria ter dinheiro. Mas, caro colega, sua visão está turva, não creio que você queira uma mulher que goste apenas de dinheiro, destas existem aos montes e são pagas por hora.

Preciso escrever algo que em outro post me estenderei mais, nunca conheci um só grande homem que não tivesse sido impulsionado por uma grande esposa.

Abraço do Urso

Obs. Deus me livre de ter várias sogras!

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários