Em defesa da maior piada do futebol brasileiro

Os amantes do bom futebol e do bom humor estão em apuros. A maior piada futebolística brasileira está ameaçada, pode ser que nos próximos dias sejamos obrigados a esperar outro fato mítico, pois há chances do Corinthians, time da capital paulista, ganhar a Libertadores, o torneio mais cobiçado do continente sul-americano.

Corinthians e Libertadores: água e óleo

Nunca antes da história desse país tivemos uma piada tão boa e forte quanto a falta do título continental para o Corinthians, quem joga truco sabe que qualquer discussão que envolve um torcedor do “timão” acaba quando jogamos o  “zap” futebolístico: “E a Libertadores?”.

Não existe defesa! Falar do torneio com um corintiano sempre foi o “super trunfo”, que deve ser sacado na hora certa, porque, independentemente dos argumentos postados antes, você sempre sairá vitorioso.

Igual quando alguém está contando as desgraças que aconteceram em sua vida, que foi traído, despedido, assaltado e outra pessoa vem com a máxima “eu já passei fome”. Quem debate com alguém que já passou fome? Ninguém!

Os corintianos, de forma agressiva e equivocada, repudiam a torcida para que o Corinthians não seja campeão, o que não percebem é que não estamos contra seu time, estamos sim, a favor da piada!

Fiz uma seleção das melhores que estão sob ameaça:

“Perder uma Libertadores é humano, perder todas é corintiano!”

“Sabe o que o corintiano vai fazer depois que ganhar a Libertadores? Desligar o Playstation.”

“Corinthians na libertadores é igual o desenho do Pica Pau. Todo mundo sabe o que vai acontecer, só assiste para dar risada.”

“Qual o cúmulo do azar? Jogar War, sendo corintiano e tirar como objetivo conquistar a América.”

“Padaria do Timão: 100 anos vendendo sonhos.”

“Tem coisas que só acontecem com o Botafogo, outras, como a Libertadores, nunca acontecem com o Corinthians.”

Em caso de êxito do time alvinegro, como ficaram essas pérolas? Uma revolução deverá ser feita na busca de novas piadas.

A união é possível

Veja o lado bom de tudo isso, agora há uma união nunca antes vista na história desse país, torcedores de todos os times estarão, lado a lado, sem brigas ou ofensas, numa só corrente, em favor do adversário do clube paulista.

Nas próximas semanas, todos que não torcem para o Corinthians nutrirão um certo apreço pelo time do Boca Juniors, até o nosso bairrismo com os argentinos será deixado de lado, tudo em nome do humor!

Como tenho certeza de que torcedores do Corinthians lerão meu texto, ao menos os que concluíram a escola o farão, peço a gentileza de entender meu ponto de vista antes de depredarem o espaço de comentários.

Não se trata de ofensa pessoal, nem uma campanha contra o seu time, lembre-se que estamos nessa pela tiração de sarro. Just for fun!

Todo o clube tem suas piadas prontas, pare de levar tudo tão a sério. É só um esporte, nada mais! O Corinthians ou qualquer outro time de futebol não é uma religião, mesmo que muitos idiotas assim o achem.

A intolerância é o problema do futebol, mas pode ser resolvida

É por causa de gente intolerante que os estádios estão cada vez mais vazios, não é a piada que ameaça o futebol, é o fanático!

Em minha opinião deveríamos acabar com a separação das torcidas, no primeiro momento alguns conflitos surgiriam, mas com a força policial e o bom senso logo tudo se acertaria.

Separar torcidas faz com que criemos rivalidades. Jogando futebol com os amigos notei isso. Enquanto os times eram misturados por ordem de chegada no campo, brigas internas não aconteciam. Um belo dia alguém teve a ideia de fazer um campeonato e, para isso, montamos times fixos.

Durante três meses, todos os sábados, jogávamos em times definidos: azul e vermelho. No primeiro mês, tudo normal. No final do terceiro, já tínhamos um quadro de lesionados e uma boa parte já não socializava mais com o restante.

Passou da hora de tomarmos uma atitude. Muitas famílias já sofreram perdas inúteis por causa de times que sequer trabalham seus torcedores como deveriam.

Se você é um idiota, pare antes de estragar a alegria dos outros. Caso não seja, tente conscientizar um que conheça. Fiz um texto provocativo com o intuito de atenção para o problema, é uma pena que poucos chegaram até o fim dele.

Ficou provado que a união de times é possível quando há um “adversário” em comum. Então, o que impediria que essa união acontecesse por outros motivos?

Até mais!

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários