“Meu namorado só quer ver pornografia! O que faço?”

Olá Ursinho lindo, quero saber como pode, um cara convidar sua namorada para passar o finds em sua casa, sozinhos, e, simplesmente ir para a sala, na frente do quarto onde a namorada está sem calcinha, apenas com a blusa dele e conectar-se à internet para olhar fotos pornôs? Namoramos há um ano e meio, ele mora em outra cidade, nos vemos de sexta à segunda em todos os feriados também. Fazemos sexo sempre, mais de uma vez ao dia, faço tudo como ele pede, gosto de usar as lingeries mais ousadas. Tenho 18 e ele 29. Por favor, dê me uma explicação ou caso contrário vou ficar louca… Doces beijinhos

É, caros leitores, tem horas que nem eu sei por onde começar, este é mais um caso que nem a ciência explica, mas vou tentar mesmo assim. Temos aqui um aficionado por pornografia que não percebe o mulherão que tem em casa, isso parece ser bastante comum nestes dias movidos a internet. Quando eu era apenas um jovem urso, mal conseguia ver um “peitinho” na televisão, tinha que ficar acordado até tarde para assistir pornochanchada nacional que passava na TV Bandeirantes, nas bancas era uma dificuldade obter material para, digamos, “pesquisa”.

Esse rapaz está pedindo, assim como na resposta ““Balancei, mas não tenho coragem de trair”. Conheça os dez mandamentos do corno moderno.“, depois não adianta reclamar…

Não deixe de me seguir no Twitter, clique aqui. Não sabe que raio de Twitter é esse? Então clique aqui e fique sabendo.

Atualmente, boa parte do mundo já tem acesso a Internet e com isso veio a pornografia generalizada, agora basta colocar no Google a palavra “sexo” que aparecem mais de 80 milhões de resultados. Se você for analisar o volume de pesquisas feitas com as palavras sexo, amor e orkut ficará pasmo, ficou curioso? Clique aqui e veja você mesmo. O engraçado é que, desde 2005, o brasileiro vem se interessando muito mais por orkut do que por sexo.

Sinceramente, eu preferia o “antes” do que o “agora”.

Mas, vamos a pergunta da leitora, não tenho muitas explicações para dar, até porque acho o fato inexplicável, o namoro não é tão antigo a ponto do meliante precisar ver “carne nova” para se excitar (conheço alguns casos), a diferença de idade está a favor do rapaz, que digamos, já não tem idade para passar tanto tempo em sites “educacionais”. A curiosidade poderia ser alegada por alguém com menos de 18 anos, mas nessa idade já sabemos o que precisamos saber.

Outra coisa que me incomoda é a questão do dito cujo ficar vendo sites enquanto você o aguarda pronta para o crime, isso é estranho demais, eu só tinha uma explicação para isso: você é feia! Sei que a beleza é um elemento intangível de uma relação e que em alguns casos é deixada de lado, contudo após ver suas fotos percebi que o problema não é esse, o rapaz precisa de óculos. Nem adianta a galera pedir, não vou postar a foto, só com a concordância da moçoila!

A ausência de sexo na relação poderia levar o indivíduo a buscar novos horizontes, mas isso não parece ser um problema para vocês e como os sites buscados são heterossexuais não vejo problema com compatibilidade excessiva. Como assim, compatibilidade excessiva? Dou um exemplo: havia um casal que era extremamente compatível, ela gostava de viajar, ele também, ela gostava de vermelho, ele também, ela gostava de homens, ele também!

Acho que talvez seja hora de implementar variações, como no “Cuspir ou engolir? Por quê algumas mulheres não gostam? Como acabar com o nojo?” e no “Leitora tem medo de liberar o fundão para rapaz bem equipado. Como resolver?“.

Através da informação a respeito da lingerie, posso concluir que você tente agradá-lo de todas as formas, talvez seja o caso de tentar o lance de outro artigo

Ou seja, não há razões que expliquem o comportamento anormal do seu namorado. Já descartei tudo, taras secretas, ambiente hostil (feiúra) , comodismo e desinteresse pelo sexo oposto. Talvez seu namorado seja sexualmente compulsivo e use destes sites para fazer “meditação” nos períodos que você não está.

Se não for o caso, você tem três opções:

  1. Aprenda a conviver com isso. Desencane, curta os momentos que vocês têm enquanto ele não está na internet.
  2. Junte-se a ele. Veja se tem algo de proveitoso nessa experiência, pode ser até que você goste.
  3. O Raúl perguntou, você não acertou… pegue banquinho e saia de mansinho! A fila deve andar.

Agora é com você! Faça aquilo que seu coração mandar.

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários