Mulheres bonitas precisam sempre ser vulgares? Auto-estima em jogo. Melhor não ler.

Olá, Urso. Sou um sujeito até que boa-pinta, levo uma ou outra cantada aqui e ali. Mas sempre fui fiel. Nestes anos todos (tenho quase 30), tive poucas mulheres, em relacionamentos bem duradouros. Todas sempre muito bonitas. Agora estou com uma 4 anos mais nova do que eu, lindíssima, gostosíssima, sensacional na cama.
Só que ela se veste de uma forma que provoca os outros machos do ambiente, o que me deixa emputecido. Eu li um artigo seu aqui, sobre vestimentas adequadas para as mulheres e até mostrei para ela – esperando que ela entendesse os meus motivos. A resposta dela: “esse cara é um ridículo”. Por que mulher tem essa NECESSIDADE de estar sempre sexy, mesmo já tendo o seu homem que a ama e que a deseja? Por que mini-roupas? Por que não pode ser saia, blusa, sapato e vestido? Acho que as mulheres estão confundindo a liberdade feminina com a necessidade de ser vulgar. Tô a ponto de perder minha cabeça e dar um cascudo nessa mulher. E o pior que TODAS são idênticas. Até as feias são assim… O que eu faço com essas mulheres? Será que há uma mulher no mundo que se vista de forma que não provoque a torcida do Corinthians inteira? Mulheres bonitas precisam sempre ser vulgares? Saco cheio.
Caro colega “Saco cheio”, preciso lhe dizer umas verdades, o senhor é um machista, preconceituoso, inseguro e que não se garante, por esse motivo fica arrumando problema no modo que a sua namorada se veste. Não há nada de vulgar com as roupas dela, esteja certo disso. O que é bonito é para ser mostrado! Dê graças a Deus por conseguir namorar uma mulher tão exuberante, isso já é um sinal do quanto é abençoado.

Satisfeito? Espero que não… Isso é o que aconteceria se ao invés de mim, quem respondesse fosse a sua digníssima namorada. Felizmente ou infelizmente, dependendo para quem lê, quem responde por esse blog sou eu, então esqueça todas as bobagens do primeiro parágrafo.

Sua pergunta é muito interessante, eu mesmo já pensei nisso diversas vezes. O jeito de se vestir das mulheres é um problema para os homens desde quando ainda estávamos nas cavernas, isso se você for evolucionista, mas se for criacionista pode considerar que o problema já veio com a Eva, que andava praticamente nua pelo paraíso.

Sempre me perguntei qual o motivo das mulheres se vestirem com mini-roupas e a resposta que encontrei não me permite transcrever de modo rápido, pois é preciso abrir um pouco a abordagem para entender.

Primeiro devemos acabar com a generalização. Nem toda mulher bonita se veste como uma garota de programa. Associamos isso com frequência porque toda garota de programa se veste com roupas minúsculas e pressupõe-se que, devido a sua profissão, ela precise ser bonita. O que também não é verdade. Tem muita puta feia, salvas apenas pela lei da oferta e procura.

Aviso: a resposta de hoje está muito franca, isso pode incomodar as pessoas que gostam de viver dentro da bolha que criaram. Se você for uma delas, por favor, não leia o restante.

Temos que ter cuidado também em rotular comportamentos porque a freira de hoje pode ter vestido uma mini-saia ontem, ou seja, não é porque alguém usa mini-roupas que deverá ser categorizada como puta, a menos que cobre por serviços sexuais. Odeio quem chama de “puta” as garotas que dão para todo mundo que encontram. Isso é errado. Se não há troca de dinheiro ou objeto de valor a denominação correta é biscate ou vadia. Por sinal, estas estão acabando com o mercado da prostituição, dando de graça aquilo que é comercializado por outras.

Imagino que se houvesse um sindicato das prostitutas haveria protestos, parariam as avenidas dos grandes centros urbanos com faixas e cartazes: “De graça, não!”, “Pelo direito de vender o corpo”, “À vista é mais barato” e “Puta sim, vadia não!”.

Voltando ao caso da vadia namorada despudorada, como disse antes, não é inteligente generalizar. Funciona como a história do “vestido de oncinha”, um traje que pode ser usado se estiver de acordo com a personalidade de quem usa, por exemplo, a Rita Cadilac pode usar sem problema algum, os outros 99,99% das mulheres não!

Uma coisa é uma garota de 16 anos usar uma mini-saia, outra muito diferente é uma moça/mulher usando. Mas qual o problema? Por que uma pode e a outra não?

Na verdade até uma senhora de 70 anos pode usar roupas curtas, mesmo que sujeita a pegar uma gripe é direito dela, mas em nossa sociedade não fica bem. Se a sua avó usasse todos que a rodeiam iriam pensar que ela estaria querendo chamar a atenção. De fato, ver uma senhora nestes trajes realmente chamaria a minha atenção, mas chamaria por ser bizarro.

Eu já passei pelo mesmo problema que você e, por esse motivo, imagino que você já deve mesmo ter pensado em dar uns cascudos, não vou negar que também pensei. Porém, devo adverti-lo que isso não resolve e pode acabar de duas formas: Lei Maria da Penha sendo recitada para você por uma delegada ou paixão incondicional por parte da moça. Garanto-lhe que nenhuma das opções é boa.

Eu tomei uma atitude muito mais madura, racional e inteligente, parei de sair com meninas. Calma, não virei o fio! Não estou dizendo que me converti ao mundo gay que está aí, o que quero dizer é que passei a sair com mulheres. Meninas não me fazem a cabeça desde os meus vinte anos. Eu sei que a jovialidade das mocinhas tem lá seus encantos, mas uma mulher não deve ser colocada em segundo plano.

A sensualidade de uma mulher até pode, mas não deve, em momento algum, ser comparada a de uma ninfeta. A segunda é atraente pelo que aparenta, a primeira é pelo que é e até mais que isso, pelo que já foi e também pelo que será.

Sua namorada tem 26 anos. Isso é indiscutível, está lá, na certidão de nascimento da moça, mas sabe o que está faltando? Falta ela se dar conta disso!

O tempo passa e a cada ano deveríamos ficar mais vividos, porém, algumas pessoas se fecham para o que acontece e vivem o seu mundo particular, ignorando tudo aquilo que deveriam aprender.

O maior problema de uma mulher bonita é o fato de, quase sempre, ela sempre ter sido bonita. Conviver com aduladores de sua beleza provavelmente lhe deixou cega. Quem já foi um patinho feio que depois ficou bonita sabe do que estou falando.

Concordo que estas não têm culpa nisso, o ego costuma ser um problema para qualquer um que esteja em posição de destaque. Confesso que é uma coisa que me preocupo muito, o meu é para lá de grande, tento todos os dias fazer com que isso não me provoque mais arrependimentos do que alegrias e te digo, não é fácil.

Cada pessoa tem seus atrativos, umas são belas, outras inteligentes, muitas são engraçadas e ainda há aquelas que são ótimas companhias. Repare nos adjetivos que utilizei. Note que a única condição que pode ser apagada com o tempo é a primeira, as outras permanecem.

O relógio da vida age com crueldade com quem se baseia apenas na aparência. Construir uma casa começa pela fundação e o acabamento é última coisa que se faz, mas é a primeira que é destruída pelo tempo.

O que está acontecendo é que você está se envolvendo com um tipo peculiar de mulher. Sei que muitas vão me crucificar pelo que vou escrever, mas não posso agradar a todas. Existem mulheres que são iguais a jogadores de futebol em final de carreira, não aparecendo mais pelos dribles ou gols fantásticos, passando a ser destaque em bebedeiras, baladas e escândalos. É o fim que se aproxima e o desespero de quem não se preparou.

Mulheres bonitas não são vulgares! Veja casos como Luiza Brunet, Patrícia Pilar e muitas outras. Não confunda as coisas, uma moça utilizando roupas curtas enquanto é adolescente é normal, até por conta do momento de auto-afirmação que está vivenciando, uma mulher fazendo isso é patético e discordo até em chamá-la de mulher. É sinal de que reprovou de ano e não está conseguindo lidar com isso.

Meu caro, está na hora de fazer escolhas, se você está em um relacionamento sério com alguém que não consegue respeitar aquilo que lhe aflige simplesmente porque precisa se auto-afirmar para se sentir gente, será que realmente é isso que quer?

Qualquer resposta que você tiver para a minha pergunta será libertadora. Caso ache que sim, que vale a pena, para de reclamar como um corno garoto mimado e aceite sua situação. Se o juízo lhe bater, bom, aí você já sabe o que fazer…

Grande abraço!

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários