Como fazer um blog? Por que ter um?

Olá! Recebi ao longo dos anos de Pergunte ao Urso, muitas perguntas relacionadas a como fazer um blog e divulgá-lo. Acredito que isso se deve ao fato de muitos dos leitores terem tido sua primeira experiência na blogosfera com P.a.U.. Nesse artigo escrevo sobre o caminho da ferramenta (hobby ou trabalho), a escolha do tema, plataforma e hospedagem. Outros temas também serão abordados como o design, os primeiros passos no plano de trabalho e no conteúdo, as formas de divulgação e algumas questões sobre monitoramento.

A primeira pergunta que as pessoas se fazem quando pensam em escrever um blog costuma ser a pergunta errada, geralmente é sobre o que escrever nele. É claro que isso é importante, mas muito antes precisamos saber o que desejamos dessa ferramenta.

Considerar sua motivação antes do tema é a coisa mais inteligente a fazer. Levando para o mundo offline, imagine você tendo que decidir entre um carro esportivo e um sedã, sendo que você só precisaria de uma bicicleta para te levar ao trabalho. O twitter, por exemplo, matou diversos blogs que viviam de indicar links bacanas.

Blog é a plataforma ideal quando falamos de produção de conteúdo e utilização de um local para agregar outros meios, como Flickr, canais de Youtube e conteúdo em áudio.

A divisão dos blogs por atitude

Podemos dividir os blogs em duas categorias básicas:

Hobby

Se você quer ter um blog apenas para utilizá-lo como diário ou ainda compartilhar suas idéias com o resto do mundo, de forma despretensiosa, suas expectativas têm que acompanhar o projeto, não é necessário investir tempo com um design elaborado, aprender linguagem técnica, traçar planos de divulgação ou qualquer outra coisa que dê trabalho. Afinal, é um hobby!

Vejo muito isso acontecer, a pessoa vai lá, monta um blog como lazer, produz conteúdo de forma desorganizada, não segue nenhuma regra e depois chora as pitangas que o blog não tem acesso. É como comprar uma mula para jóquei concorrer a um grande prêmio, por melhor que a mula seja os outros são cavalos prontos treinados para correr.

Se for esse objetivo, recomendo que utilize uma plataforma como wordpress.com ou blogspot.com e pode ir ler outra coisa, o restante do texto não fará sentido para você. Lembre-se: seu objetivo não é audiência.

Trabalho

Considerando que você quer utilizar uma ferramenta de blog para se tornar popular, divulgar seu trabalho ou ganhar dinheiro com ele, acredito que terá que ter mais disciplina e trabalho duro para mantê-lo de pé, assim como mantenho o P.a.U.!

Se você quiser que seu blog seja respeitado, respeite-o. Pesquise, planeje, escreva, provoque e monitore como se fosse realmente um trabalho. O seu blog é o seu canal de comunicação, você é o Boninho, o dono do espaço, é quem coordena o que entra e o que sai dele.

Como qualquer canal de comunicação, a audiência é composta por três itens: abrangência/alcance, conteúdo relevante para o leitor e o que chamo de “encontrabilidade”.

Dica: leia outros blogs, conheça blogueiros e perceba o comportamento dos leitores. Eu não fiz isso quando entrei na blogosfera e minha vida foi mais complicada. Não recomendo meter o pé na porta. Contudo, também não sucumba a blogueiro pé de chinelo, copiador de texto ou que nada tem a acrescentar.

Tema

Já que seu objetivo está claro, agora sim, você escolhe o tema a ser tratado. Leve em consideração o público para quem quer falar, por mais que você faça, quem vai divulgar seu trabalho é ele! Pense em quem seria o seu leitor e faça um exercício escrevendo a rotina da pessoa. Encontre algo pelo que ele passa em algum momento. Por exemplo, se eu quisesse leitores geeks escreveria sobre tecnologia.

Muitos pensam que para escrever um blog o assunto deverá ser inédito ou pouco explorado. Ledo engano. O que conta é a qualidade do que você tem e como consegue traduzir isso ao público escolhido. Eu sou um exemplo disso, sou muito conhecido por escrever sobre sexo, relacionamento e entretenimento, porém existem profissionais nessa área que escrevem também. Cada um tem o seu espaço.

Plataforma e hospedagem

Para começar recomendo que utilize o wordpress.com, porque tem temas bacanas e é super fácil de operar. Além de contar com a força de um domínio WordPress, o que lhe garante ser mais facilmente encontrado pelo Google. A hospedagem é gratuita e o sistema também. Claro que não existe almoço grátis e em algum momento você irá querer ter um domínio próprio. Antigamente, o P.a.U. era http://pergunteaourso.wordpress.com/, já foi http://inblogs.com.br/pergunteaourso.com.br/ e agora é http://www.pergunteaourso.com.br/. Tomei também o cuidado de registrar o http://blogdourso.com.br para evitar os engraçadinhos.

Quando é que você irá querer migrar para uma hospedagem própria? Quando quiser ter mais liberdade para incluir aplicativos como enquetes ou ter um layout diferenciado. No wordpress.com você só consegue utilizar os temas que estão disponíveis para ele.

Nesse momento você terá que escolher entre as diversas opções de “motores” de blogs. Como eu quis uma plataforma multi-blogs, escolhi o B2Evolution, mas acredito que para 99% dos casos o melhor mesmo é o wordpress.org. A maior parte das empresas de hospedagem de sites tem opção para instalar o WordPress. Atualmente, o Pergunte ao Urso usa a plataforma WordPress instalada em um servidor da Kinghost.

Creio que você terá que contar com alguém que conheça mais de programação. O custo de design para um blog varia entre R$ 600,00 a R$ 2.000,00. A hospedagem de um blog com pouco acesso costuma custar R$ 50,00 mensais. Caso os acessos sejam significativos, o seu gasto pode subir muito. Um servidor dedicado, sustentando 2 milhões de acessos sai por uns R$ 1.000,00 por mês. Não recomendo utilizar a Locaweb e nem Uolhost.

Dica: assim que definir o tema e o nome do blog já registre todas as possibilidades em redes sociais. Comunidade no Orkut, Fan Page no Facebook, Twitter, Flickr, rede Ning, canal no Youtube. Você pode não usar naquele momento, mas já trava o nome para que outros não peguem.

Design

Para um começo, utilize um dos templates existentes na plataforma que escolheu, mas já prepare imagens que gostaria de utilizar no cabeçalho dele. Sugiro que clique aqui e veja layouts bacanas para servir de referência.

Não se preocupe muito com isso, quanto mais profissional você ficar, o seu design lhe acompanhará.

Plano de trabalho

Faça um plano com todas as tarefas que são imprescindíveis:

  1. Organize as categorias
    Tudo o que você escrever ficará por um tempo na página principal e depois desaparecerá da vista dos leitores, geralmente os blogs só mostra cinco artigos, portanto, utilize categorias bem visíveis para que o leitor possa ter mais daquilo que gostou.
  2. Faça uma lista de referências para se manter informado
    É claro que dá para escrever algo bacana sem consultar o que está sendo dito, mas para que se fechar? Leia outros blogs ou portais sobre os temas que irá escrever, assim você pode ver que algum assunto merece mais atenção.
  3. Escreva um “Sobre mim” ou “Quem sou
    Um blog funciona quase como uma coluna de jornal, as pessoas querem saber quem está por trás dos textos. Uma hora dessas escreverei um melhor sobre mim!
  4. Escreva as páginas de conteúdo fixo
    Uma página com as perguntas mais frequentes, informações sobre como entrar em contato, textos principais e política de comentários seriam bem vistos pela audiência. Estou pensando até um escrever uma página de primeira vez no blog, com explicações de como as coisas funcionam aqui…
  5. Faça um cronograma de atualizações
    A menos que você seja fanático por organização, acabará esquecendo de atualizar o blog algumas vezes, isso é normal, então um cronograma pode lhe salvar a pele, inclusive te mostrando possibilidade de produzir textos antecipadamente.
  6. Elabore um calendário com suas datas orientadas ao tema
    Se você escreve sobre moda, pegue as trocas de coleções, as datas dos Fashion Week, aniversários de estilistas famosos e datas do comércio. Só aí sua pauta é montada. É importante prever o que será procurado.

Conteúdo

Um bom conteúdo é a base do seu blog, portanto, saber escrever é essencial. É legal ler manual de redação dos jornais e conhecer melhor o idioma antes de se lançar a escrever. Erros ocorrerão, não se importe tanto com eles, mas temos que tentar acertar. Ficar abreviando palavras não irá agradar a maioria dos leitores, não é porque as pessoas escrevem assim no MSN que irão gostar de ler textos com abreviações.

Lembre-se que você pode escrever textos antecipadamente se tiver seguido as dicas que dei antes, o que te dará tempo para revisá-los. Acredito ser interessante definir uma política de conteúdo para não fugir da proposta original. Definições básicas:

  • Saudações utilizadas (caro leitor, caros leitores)
  • Tempo verbal predominante
  • Estilo de linguagem (coloquial, formal, simples)
  • Estrutura do texto (primeira ou terceira pessoa)

Parte do seu conteúdo já fluirá naturalmente pelo calendário e também pela sua leitura de outros canais. Se você escreve com natural identidade com seu público, não lhe faltarão temas.

Divulgação

Aqui é onde a maioria dos blogs morre, o cidadão vai lá, escreve o blog, não segue nada do que escrevi antes, não tem acesso, fica triste e comete blogcídio!

Divulgar um blog não é moleza. Lembra da dica que dei sobre já abrir todos os canais para o blog? Será muito útil nessa hora. Quando publicar um texto, tuite, coloque no Orkut, publique uma chamada no Facebook e por aí vai.

O uso do e-mail

Assim que começar o seu blog envie um email para seus amigos avisando sobre o novo projeto, mas, por favor, não mande algo como “fiz um blog, venha conhecê-lo”. Explique porque fez o blog, aonde quer chegar e o que seus amigos encontrarão nele.

Mandar atualizações para a galera é um tema controverso, eu faço isso, alguns reclamam, porém é uma saída. Para isso utilize uma plataforma que envia os Feeds do blog por e-mail, como o Feedblitz.com. Fique tranquilo, se chegou na fase de divulgar, saberá como configurá-lo. No Pergunte ao Urso você pode optar em receber as chamadas do conteúdo por email em duas versões: uma vez por semana ou sempre que houver.

Comentários em outros blogs

Uma das estratégias utilizadas é fazer comentários em outros blogs que falam do mesmo assunto, só não se esqueça de colocar o endereço do seu. Também não faça comentários “visite meu blog”, blogueiros odeiam isso. Se seu comentário for pertinente as pessoas vão querer saber quem você é e irão até o seu blog!

Troca de banners

Tem gente que adora trocar banner com outros blogs, eu odeio! Caso você tenha proximidade, de verdade, nada de virtual, pode pedir a outro blogueiro para te dar uma mão. Se não for assim, guarde a dignidade e não se arrisque.

SEO

Recomendo aprender um pouco de SEO (Search Engine Optimization) que nada mais é do que um conjunto de práticas para se dar bem no Google. Isso vai influenciar na escolha dos títulos e das palavras-chaves dos seus textos. Muita gente fala disso na web, mas aconselho dar uma lida no Mestre SEO ou seguir seu perfil no twitter http://twitter.com/mestreseo. Para quem manda bem no inglês, estou falando do idioma, recomendo também o SEOMoz.

Quanto mais você escrever sobre determinado assunto, mais será reconhecido pelo Google. A maior parte da visitação de um blog vem dos buscadores, daí a importância de ficar amiguinho deles.

Eventos

Ah, importante, frequente eventos digitais, como Campus Party e Youpix, além de palestras de blogueiros conhecidos, o network é importante nessas horas.

Dica: Se você tem um blog, não se esqueça, tem que estar “encontrável”. Coloque o link em todos os lugares possíveis até na assinatura dos seus emails.

Feed

É importante disponiblizar feeds para os usuários. São muitos os que consomem o conteúdo dessa forma. O Pergunte ao Urso tem feeds separados para os assuntos e tem um geral também, assim quem gosta apenas de uma ou outra categoria, não é obrigado a receber de tudo.

FeedCarreira e Cotidiano
Feed
Educação e Saúde
Feed
Comportamento
Feed
Política e Religião
Feed
Sexo e Relacionamento
FeedPalavra do Urso
FeedTodos as categorias

Monitoramento

Saber o que estão falando a respeito do seu blog parece ser uma tarefa muito complicada, mas não é. Empresas usam programas pagos que são utilizados para mensurar e qualificar os resultados, mas para um blog não vejo necessidade. Existe uma ferramenta do Google que atende muito bem, é o Google Alerts.

Você coloca os termos de pesquisa, no meu caso “Pergunte ao Urso”, seleciona que tipo de lugar ele vai procurar, a taxa de varredura, o número de resultados que ele irá mostrar e opta sobre qual forma deseja receber as informações, em um e-mail ou através de feed. Mais simples impossível.

No twitter recomendo usar a ferramenta de procura oficial: http://search.twitter.com/.

Também muito simples onde você informa o termo que quer pesquisar e pode gravar a pesquisa em um feed. Depois você se inscreve nele (tem um botão para isso) e toda vez que alguém escrever sobre esse termo, você ficará sabendo através do seu Outlook ou do navegador (Firefox/Internet Explorer).

Comercial

Se quiser fazer um dinheiro com sua criação, recomendo montar um mídia kit como o do Pergunte ao Urso e entender como as agências de mídia social funcionam:

Bom, acho que o básico está explicado! Até mais!

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários