Tufão, o herói machista que calou as feministas

Tufão, o herói machista que calou as feministas

Não sei exatamente o quanto as novelas brasileiras de sucesso ditam comportamentos da sociedade, mas creio que as maiores tem lá a sua colaboração na hora de levar temas delicados para a sala de estar das famílias. Na novela Avenida Brasil uma cena me chamou a atenção assim que foi ao ar, nela, um dos protagonistas (Tufão) agride a esposa que o traiu (Carminha) com ofensas morais e depois a coloca para fora de casa, mas não antes de dar-lhe um belo tapa na cara.

Sim, eu assisto novela, já escrevi sobre isso na fanpage do blog, portanto não vou me alongar aqui, prefiro colocar uma discussão mais importante em pauta: o machismo escancarado em rede nacional.

Para quem não viu a cena, destaquei o último minuto para podermos continuar falando a mesma língua:


Tufão mete o tapa em Carminha por pergunteaourso

Muito bem, desde que comecei a escrever o Pergunte ao Urso fui alvo da fúria de uma horda de pseudo feministas. Fui chamado de tudo quanto é adjetivo pejorativo, sendo os mais comuns “machista” e “misógino. Os motivos são variados, mas creio que a minha postura em escrever abertamente, sem me preocupar com as críticas é que infla o peito daqueles que me ofendem.

Pois bem, eu, o tal machista/misógino, fiquei perplexo ao ver a cena que coloquei acima. Nunca, em minha opinião, uma cena onde o herói estapeia a vilã deveria ir ao ar. Não interessa o que a vilã tenha feito, a agressão à mulher é inadmissível.

A personagem Carminha aprontou tudo o que podia e o que não podia, mas nada justifica a violência física que sofreu. Boa parte do público, ao invés de ficar tão surpreso quanto eu, se sentiu vingado!

Se tudo o que aconteceu em cena tivesse ocorrido na vida real, Tufão deveria ser encaminhado para uma delegacia, onde responderia por agressão à sua esposa e seria, caso o desentendimento viesse a público por se tratar de uma figura famosa, ser execrado pela mídia. Provavelmente seria alvo de toda sorte de ofensas nas redes sociais, tendo que carregar os desdobramentos do ocorrido por muitos anos.

Esperei dois dias para publicar este texto para ver qual a posição dos veículos “feministas”. Mais uma surpresa: nem uma linha sobre o fato foi publicado, nem mesmo em blogs como Cem Homens e Escreva Lola Escreva.

Engraçado ver como as coisas são, na hora de defender o periguetismo a liberdade sexual gritam como loucas, mas diante de uma situação séria, se calam de forma covarde.

O blog Cem Homens é de longe, um dos mais cretinos que conheço. Surgiu de uma proposta “inovadora” de sua autora: relatar suas aventuras sexuais com os 100 primeiros coitados que cruzassem o seu caminho. Por algum motivo que desconheço, não chegou sequer a metade.

Vamos supor que, se eu estivesse fora de mim, resolvesse escrever um blog relatando minhas experiências com mulheres, o que você pensaria a meu respeito? Óbvio que eu seria um babaca machista… Mas o contrário pode e deve ser bem visto só porque é uma mulher escrevendo?! Sexismo, a gente se vê por aqui!

Hipocrisia

O blog “Escreva Lola Escreva” tem diversos ponto de vista que discordo, mas ao menos tem mais consistência e coerência. Tira a discussão apenas do âmbito “por que eles podem e a gente não?”, contudo, neste caso, também se calou.

Talvez seja a hora de entender o que é o real feminismo em sua essência, que é a valorização da mulher e de seus direitos. Não apenas resumido ao debate de com quantos caras alguém transou, o tamanho das roupas e afins.

Fica a pergunta a todas os leitores: por que Tufão pode dar uns tapas na mulher e ninguém falar nada? Qual o critério para a absolvição pública: o número de tapas, os motivos, o caráter do agressor?

Devemos pensar se a subjetividade dos critérios também não justificaria um homicídio passional ou tortura.

Cadê a fúria das feministas, fazendo passeatas na frente da Globo, recolhendo assinaturas para mudar a trama da novela, promovendo debates para conscientizar a população sobre o grave problema da violência doméstica?

Precisamos educar os futuros homens mostrando que a violência contra a mulher não se justifica.

Fica aqui o meu ato de repúdio contra a novela, contra as pseudo feministas que se calaram e contra quem bateu palma ou torceu para que a Carminha apanhasse mais. Vocês deveriam se envergonhar.

Até mais!

Comentários

comentários



Leia também


A volta aos gramados é uma necessidade
Featuress80_550Estou querendo voltar aos gramados e conto com sua ajuda. Só assim poderei colocar o meu habilidoso futebol em atividade novamente Leia mais

Ação Proteção no combate a violência contra crianças e adolescentes
Ação ProteçãoSeja mais uma pessoa na luta para combater a violência e o abuso sexual contra crianças e adolescentes. Participe e divulgue! Leia mais

Fim da parceria do Pergunte ao Urso com o M de Mulher
Estrada de terra, céu azulTodo término é uma oportunidade para um novo começo. Saiba como começou e terminou a parceria do blog com o portal M de Mulher da Editora Abril Leia mais

Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários