Dicas para se livrar da depressão sem recorrer a remédios

Dicas para se livrar da depressão sem recorrer a remédios

Continuação da resposta para a pergunta “Qualquer tristeza é depressão. Será?“.

Já tive a oportunidade de ver outra pessoa entrando em depressão e apesar de saber que há preconceito com a doença e exageros nos diagnósticos, não posso afirmar que todos os casos são iguais, até porque me faltam objetos de observação, mas o que vi me deu algumas ideias e pude evitar entrar nesse ciclo ao perceber o que estava acontecendo comigo e promover algumas alterações na rotina.

Imagino que a maioria dos casos de depressão, os de verdade, chegam a um consultório médico depois que o sujeito já está no chão, dificultando o diagnóstico e o tratamento. Isso acontece porque o doente em potencial não nota o silêncio com que a depressão age, só se dá conta quando está em um quadro crítico.

Em alguns casos o quadro depressivo pode ser decorrente de uma ação, como um acidente de carro, uma morte de alguém próximo e, até mesmo, de coisas bobas para a maioria, mas que para aquele indivíduo tem muita importância.

De qualquer forma, as alterações são apenas sintomas de que algo está errado, quimicamente ou na vida da pessoa.

Já dei minha opinião sobre o uso indiscriminado de remédios e por isso mesmo levantei algumas dicas alternativas para sair da espiral do desastre:

Auto-análise

Escreva tudo o que você está pensando, guarde por alguns dias e leia. Pode ser que se distanciar um pouco do problema lhe faça refletir melhor sobre ele.

A vida é assim

Ninguém tem exatamente tudo que precisa, isso não acontece só com você. Aceitar que a vida é feita de encontros e desencontros é um bom caminho.

Prazer “nipônico”

Sinta prazer nas pequenas coisas da vida, como tomar um bom banho, andar sob o sol, sentar numa praça e ficar de bobeira. Não adianta fazer de má vontade, tem que curtir.

Terapia

Conversar com alguém que nada tenha a ver com a sua vida pode te fazer entender pontos complicados. Sugiro procurar um bom psicólogo ou terapeuta para essa tarefa. Os melhores fazem com que você reflita e busque respostas ao invés de te dar conselhos. Não é vergonha nenhuma procurar por terapia. Só atente para não criar preconceito para quem não faz.

Sexo

Por favor, não durma com calça jeans! Sexo bom faz bem à saúde e é, relativamente, barato. Não adianta falar que é de graça porque algum custo sempre tem, é igual os juros das lojas.

Luz amarela

Começou a ficar sem vontade de levantar da cama, reveja seus hábitos. Separe o dia em partes: lazer, trabalho, família, social, pessoal. Será que está tudo como você gostaria? Provavelmente você está sacrificando algo importante para seu bem estar e não está percebendo.

Foco

Muito cuidado ao projetar sua realização pessoal em coisas ou pessoas, nem tudo depende de você e se algo der errado você pode ter dificuldade em aceitar. Por exemplo, quem projeta a realização da sua vida no trabalho pode entrar em crise caso perca o emprego.

Atividade física

Caminhar, correr, andar de bicicleta e outras atividades podem ajudar seu organismo a ser mais “feliz”. Sei, por experiência própria, que não é fácil, nos primeiros dez minutos você quer morrer e nos próximos vinte quer matar, mas fique tranquila, depois você acostuma. Fazer acompanhado já resolve isso é dá uma melhorada na sua área social.

Música

Ok, você gosta de trash metal, tudo bem, mas experimente ouvir outras coisas. Vale tudo, de música sertaneja a música clássica, passando por tudo que há no meio. Recomendo ouvir músicas animadas e cortar aquelas depressivas da playlist.

Use filtro solar Cobre-se menos

Como crescemos acostumados a cobranças, por vezes cometemos o erro de exagerar na cobrança conosco. Aceite que você não conseguirá cumprir 100% do planejado, mas nem por isso deixe de tentar, só não fique psicótica. As pessoas que se cobram demais não percebem, mas quando perdem o rumo costumam tomar o caminho oposto, porém, não se cobrar nada e pouco se lixar para os outros é nocivo por igual.

Como vocês já devem conhecer o vídeo do Filtro Solar que o Bial dublou, fica aqui a versão do Rafinha Bastos:

Até mais!

Conheça o novo blog do autor do Pergunte ao Urso

O Pergunte ao Urso não está mais sendo atualizado, mas seu autor começou outro blog que mistura crônicas com músicas brasileiras (MPB e Bossa Nova). O projeto leva o nome de "Naquela Mesa". Clique e conheça!

Comentários

comentários



Leia também


Como conversar com sua filha sobre perder a virgindade
Plástico bolhaNão saber o que fazer na hora de conversar sobre a virgindade da filha nunca é normal. Elaborei algumas dicas do ponto de vista masculino para facilitar Leia mais

2011: os 10 artigos que você deveria ter lido
quadro_negro500Veja a seleção dos 10 artigos que considero como os melhores do ano de 2011 e que você pode ter perdido Leia mais

Qualquer tristeza é depressão. Será?
Medidor de pressãoMuito se fala sobre a origem da depressão. A pressão cotidiana é uma das causas ou estamos ficando moles demais? Leia mais

Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )

Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários