Devo voltar com ela? Todo pato deveria ler para aprender a ser homem

Caro Urso, nunca pensei que te pediria um conselho, mas aqui vai. Moro em uma cidade pequena e namorava uma menina muito bonita e popular, mas o tempo passou e ela não percebeu. A última dela foi ter ido ao bar mais bacana da cidade, bebido todas, como de costume, tentado fazer um strip e, ainda por cima, quebrou coisas, não quis pagar a conta e deu barraco com seguranças. Agora ela me pede para voltar, devo aceitar? Gostaria que não publicasse a pergunta no blog. Xande

Olá Xande, não sei bem porque, mas simpatizo com sua história, eu, antes de urso, já fui pato nessa vida. As coisas funcionam assim mesmo, uns acordam mais cedo, outros mais tarde e ainda tem uma galera que é metida a sonâmbula, o que acredito que seja o seu caso. Você acha mesmo que deve voltar com ela, senhor 02???

Eu entendi a parte de não publicar a pergunta, porém isso comigo não existe, não sou padre ou psicólogo para ter sigilo profissional, ok? Quem escreve para mim sabe o risco que corre e se não sabe deve mesmo tomar uma patada para ficar ligeiro.

Eu assumi a responsabilidade de publicar a resposta para que você sirva de exemplo aos demais patos que lêem este blog. De hoje em diante, nenhum meliante nó cego vai poder bater no peito e falar que é frouxo porque ninguém falou que deveria ser diferente. Se quiser continuar com essa atitude de “mocinha” de filme de faroeste é melhor para de ler e ir fazer outra coisa que tenha mais a ver contigo, como por exemplo, fazer crochê!

Aos demais leitores, tomei a liberdade de cortar alguns detalhes para proteger o anonimato, algo como “arame liso”, protege, mas não machuca…

Alguns já devem estar se perguntando porque estou sendo duro com o pobre coitado que caiu no blog errado, o lugar dele seria em um blog como “Chora na cama que é lugar quente”, se é que existe. Vou explicar porque estou fazendo isso. Confesso que estou tentando arrumar termos mais amenos para escrever, mas como o tempo não espera, então toma: odeio sujeito frouxo!

E sabem por quê? Porque eles ferram com a vida dos homens de verdade! É isso mesmo, a mocinha pega um cara desses, passa ano após ano fazendo ele de trouxa e depois acha que todo sujeito é igual.

Mulher acostumada com homem banana demora a dar sinais de recuperação, isso se ainda for possível, depois de algum tempo elas enfiam na cabeça que homem tem mais é que comer na mão e outras bobagens do gênero. Até parece que alguém deve comer na mão de alguém.

Enquanto escrevo sou capaz de escutar o grupo das revoltadas dizendo “imagina, o rapaz não tem nada de banana, esse urso é que é um insensível, o sujeito só ama alguém e está desesperado” e isso só reforça a minha tese de que o Xande é frouxo.

Vou explicar melhor para que não sobrem dúvidas. Pelo que li, o candidato a boi do ano, fez a pergunta para que eu ficasse com dó da vaca e falasse para ele aceitá-la de volta. Sinto muito, isso não acontecerá hoje, não nesse blog! Amiguinho, presta atenção, você acaba de se livrar da maior encrenca e quer voltar?

Tome vergonha na cara “rapá”, seja homem! Mulher que valha a pena é difícil de encontrar, mas eu e você sabemos que esse não é o caso, certo? Com certeza você não encontrará outra igual, o que considero como uma dádiva, pois a probabilidade é que outra melhor venha.

Para o maior mal de que a moça sofre, não há cura. Está condenada. Eu sei que pareço estar sendo duro demais, mas a vida é dura para quem é mole.

Pode ser que você não esteja entendendo direito o que acabei de escrever, aliás, visto que sua dificuldade em discernir sobre qual postura tomar com a pinguça, é melhor eu escrever na lousa para não deixar você sem saber.

O maior problema eu pesquei no início da resposta e existe uma verdade universal: as vadias também envelhecem!

Esse é o problema das meninas que consideram que sua beleza será o sustento das próximas gerações, resolverá a fome na África e também curará o câncer. A única forma de resolver as coisas para quem o tempo passou é morrer e nascer novamente, não há escapatória.

Quando era mais jovem eu pensei a respeito e hoje continuo com a mesma opinião, as pessoas não devem desprezar a casca, mas deveriam se preocupar também em formar algo dentro dela. Talvez eu tenha me dado conta disso mais cedo por não ter sido um adolescente dos mais bonitos, longe disso, era um urso bem magricelo, por incrível que pareça! Resolvi investir no conteúdo, aprender coisas que outros não davam bola.

Acho que até por conta disso, sempre desprezei as biscates. Até hoje sou assim, toda vez que uma mulher tenta obter qualquer tipo de vantagem comigo baseando-se no seu sex-appeal, eu mando passear. Tenho verdadeiro asco de gente que tenta escalar os outros com essa postura.

Isso costuma constranger as pessoas que agem assim, não é por mal, realmente não reajo bem, não é que eu esteja demonstrando meu desprezo, pois, na verdade, estou tentando escondê-lo. Espero que sua ex-namorada não leia isso, não quero ter nenhuma suiicida pegando no meu pé enquanto durmo!

Voltando ao seu problema, tudo o que aconteceu com ela é um reflexo de um resquício de consciência que a moça tem. Esse destempero no bar nada mais é do que uma tentativa desesperada de chamar a atenção de todos. Olhando por um certo lado, ela conseguiu.

Ficar triste com o término de um namoro é normal, qualquer relacionamento, por pior que seja tem disso, ele acaba e você sempre se pergunta onde errou. Esse lance de “mulher a beira de um ataque de nervos” também reforça a minha tese de que você é o pato, o tonto da vez.

Vamos tentar nos colocarmos no lugar dela, mas por pouco tempo, senão podemos ser consumidos por nossos egos projetados e acabamos achando que o mundo é um espelho de nossas almas. Reflexão rápida, então, ok?

Se eu fosse a moça, acordaria, olharia no espelho e veria que o tempo está passando e que o pato que paga minhas contas está começando a se cansar. Aí teria que me voltar para o conteúdo e procuraria ver tudo o que construí. Provavelmente iria encontrar um grande vazio, resquícios de uma vida superficial. Também acabaria notando que quanto mais o tempo passa, menos as pessoas me dão atenção. Minha vida estaria perdendo sentido.

Viu só? Fácil como dois mais dois! Está aí a razão do desespero, não tem nada a ver com você, meu chapa! Ok, tem um pouco, afinal você deve ser o modelo de homem que mais se aproxima de um caixa eletrônico, mas é só! Não se iluda!

Para não levar a minha palavra como verdade absoluta eu tenho uma sugestão, se pergunte se ficar longe dessa moça é um problema ou uma solução. Nem precisa me falar qual a resposta. Grande abraço e juízo!

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários