Diferença de idade é problema? Se você não quer saber a verdade, não leia esse post.

Urso! Eu estou com um sério problema e não sei mais o que fazer… Eu estava tendo um relacionamento com uma pessoa 12 anos mais velha do que eu (eu tenho 16)…mas isso não vem ao caso… O caso é que não mantemos nenhum contato desde muito tempo, e hoje apenas conversamos pelo telefone… Certo dia, me viu com outra pessoa, e agora está “sentido” comigo… Não conversamos por mais de um mês do jeito que deveríamos conversar…Quero uma ajuda, não sei se devo esquecer… Por um ponto final, em uma situação que nunca teve um “ponto”, ou se devo tentar dar continuidade á isso? Preciso de um HELP! Barbara.

Olá Barbara, vou simplificar sua resposta sobre essa diferença de idade entre vocês para não lhe dar o trabalho de ler até o final, assim se você o fizer, será por livre e espontânea vontade de tomar as patadas habituais do Urso, ok? De forma bem resumida: sua fila andou!

Confesso que responder essas questões amorosas não é lá do meu perfil, a pessoa que precisa de uma resposta, geralmente, não está muito em condições de ler o que deve ser lido por estar emocionalmente envolvida com o problema, mas vamos lá…

Antes de mais nada, veja se isso que aconteceu é um problema ou uma solução, já escrevi a metodologia de problemas Urso Branco™ em outro artigo, no seu caso tem todo jeito de ser a segunda hipótese.

Não deixe de me seguir no Twitter, clique aqui. Não sabe que raio de Twitter é esse? Então clique aqui e fique sabendo.

Não sou contra o relacionamento entre pessoas com diferenças de idade, porém no seu caso dou o fato como problemático. Seu problema é quase etílico, o meliante é 12 anos mais velho, ou seja, a diferença dá uma garrafa de Johnny Walker Black Label, enquanto você não está nem perto de uma idade aceitável para um bom aproveitamento, desculpe, mas devo ser sincero.

Eu nunca indico relacionamentos sérios com mulheres abaixo de 26 anos e homens abaixo de 28. Isso é uma regra geral e ampla, portanto, é óbvio que existem as exceções. Se você é uma exceção não precisa me torrar a paciência nos comentários deste artigo, eu mesmo já fui regra e exceção.

Afirmo, com muita propriedade, que não vale a pena levar a sério grande parte das mulheres abaixo dos 26 anos. As mulheres mudam muito de gostos, opiniões e costumes antes dessa idade e a menos que o homem tenha uma boa dose, leia-se gigante, de paciência, ele deverá ficar ciumento e/ou neurótico.

É engraçado, na minha adolescência a mulherada gostava de caras metidos a badboys, aqueles que fumavam, dirigiam sem habilitação e não iam às aulas. Na faculdade o estilo playboy e/ou pitboy fazia a cabeça das moçoilas. Já na fase adulta, pós-faculdade, identifiquei mais uma mudança no gosto feminino, que passou a adotar os homens maduros como parceiros preferenciais, aí passam a valer mais o companheirismo do que o perfil aventureiro.

O maior problema é que os badboys, os playboys e os maduros sempre foram do mesmo jeito, ou seja, não mudamos conforme as fases, apenas fazemos mais ou menos sucesso conforme a fase que as mulheres estão atravessando.

Explicação dada, voltemos ao caso Barbara VS. fila andada, é melhor encarar os fatos, para um cara 12 anos mais velho, sendo que você tem apenas 16, os interesses devem ser mesmo diferentes. Provavelmente ele já obteve o que queria de sua companhia e não é porque a viu com outro rapazote que resolveu debandar, isso não deve ter influenciado em nada a decisão dele, comeu e fim da linha. Provavelmente achou um saco ter que te levar para casa depois da fodelança enquanto escutava as histórias do seu “Meu querido diário”!

Sua vida está apenas começando, curta cada fase que passar, saia com caras mais novos se quiser namorar, não que isso seja garantido, mas é um bom começo. Para um cara mais velho, você se tornará um problema mais cedo ou mais tarde. Os anos de diferença vão deixando de ser problemáticos conforme sua idade vai aumentando, quando você tiver 25, um cara de 37 deverá ser mais promissor do que agora.

Boa parte das mulheres atingem orgasmos com muito mais facilidade após os 30 anos, enquanto os homens vão vendo sua capacidade erétil diminuir após os 28. Uma mulher na faixa dos 30 não terá problema algum com um homem na faixa dos 40 e, talvez até, na faixa dos 50.

Abraço do Urso

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários