Leitor deve deixar o amigo casar com uma prostituta, meiar a bisteca ou impedir o casório?

Caro Urso, quero perguntar algo que mal sei por onde começar. Tenho um amigo de muitos anos e ele está apaixonado por uma garota de programa, tudo que o cara ganha ele destina aos caprichos dela, já até me pediu dinheiro emprestado. Mês passado comprou um carro de presente, o engraçado é que nem ele tem um para ele. A puta continua trabalhando na noite e tem 4 filhos. Converso com o cara ou ignoro e deixo ele se ferrar sozinho? Moacir

Caro Moacir, sua questão está repleta dogmas a respeito da profissão mais antiga do mundo: a prostituição. Ela foi inventada logo quando um dos homens das cavernas queria se aliviar e estava rouco, logo, não poderia encantar a fêmea com sua “bela” voz. Porém o cara estava disposto a abrir mão de comida em troca de um prazer imediato…

Essa é a minha versão, como nenhum de vocês estava lá para conferir e o último remanescente era o Pedro de Lara, que também já morreu, creio que não poderei receber milhares de insultos por deduzir isso.

Existem algumas questões na sua pergunta que devem ser levantadas:

  1. O que você tem a ver com isso?
  2. Qual o grau de amizade que vocês têm?
  3. O cara está fazendo merda?
  4. É certo se meter na vida alheia, mesmo que seja para o bem do próximo?
  5. Se você pressionar para rolar uma separação, estará contribuindo para a felicidade ou infelicidade do seu amigo?

Antes de qualquer coisa, como diz um velho ditado chinês, antes de sair por aí arrumando o mundo, dê algumas voltas em sua casa! Pegou o recado? Vou traduzir para os mais lentos: “se manca aí rapaz, cuida da tua vida e não olha para a dos outros”.

Seu caso não me é estranho. Será que temos um “amigo” em comum? Por via das dúvidas, vou responder assim mesmo, não vou encaminhar a resposta para o meu conhecido porque não acho delicado, mas se ele ler talvez lhe sirva para algo.

Agora que você já percebeu que a todos temos uma vida privada e, provavelmente, isso ocorre para que cada um cuide da sua, podemos continuar. Preciso desabafar para ver se escrevo essa resposta sem raiva no coração: seu amigo é uma anta! Pronto, falei! Já me sinto melhor…

Cara, como tem homem burro nesse mundo, desse jeito nenhuma pilantra passará fome, pois para cada espertalhona parece que brotam cinco trouxas nesse mundo. Parafraseando um personagem cômico, bobo é difícil criar, mas quando cria, dá gosto de ver!

Conheço pouquíssimos homens que conseguem lidar com uma situação destas sem perder a vergonha na cara. Existem mulheres que deixam o rico na miséria e o pobre sem vergonha. Sejamos claros, boa parte vira refém da profissional do sexo, até o momento que ela o “seque”, quando esse momento chega, curiosamente, o amor dela acaba.

Não vou entrar no mérito dos motivos que levam alguém a entrar na prostituição ou quanto a criminalidade do fato, isso é assunto para outro dia. Com raríssimas exceções, as garotas entram na vida “fácil” porque querem, afinal, as mulheres, por pior que sejam, conseguem fazer outras atividades para obter dinheiro sem que seja alugando a perereca.

O que eu quero dizer com isso? Não existem inocentes no jogo!

Em minha opinião, seu amigo está na maior roubada, pois se a garota gostasse mais do cara do que da noite, ela já tinha parado de “trabalhar”. Tem muita puta querendo sair, só estão esperando um cara que as aceite e possa bancar seus mimos. Normal… Até aí, não tenho nada contra, acho que ela tem o direito de ser feliz e o cara, se gostar dela, também. São adultos e sabem o que fazem.

Se eu tivesse conhecido alguma puta gente fina por quem eu me apaixonasse, tiraria ela da noite e pronto, não sei se assumiria isso para todos, talvez como não tenho medo do que as pessoas falariam, eu até assumiria, mas isso é da minha personalidade, entenderia se um amigo pedisse meu sigilo.

Prefiro mil vezes casar com uma ex-garota de programa do que com uma mulher leviana que ficasse me traindo ou que tivesse um passado que fosse de encontro com meus ideais. Uma puta pode até deixar de ser puta, mas uma “filha da puta”, nunca!

Sei que o que vou escrever é forte, mas não estou aqui para fazer média, portanto, um dos problemas na sua história é que o cara já começa com uma carga extra: quatro filhos da puta! Isso pesa para qualquer um… Se já é difícil criar filhos provenientes de uma relação normal, imagina criar estes?

Se a sua pergunta fosse “meu amigo tirou uma puta da noite e vai casar com ela, o que eu faço?”, responderia sem pensar duas vezes, seja o padrinho. Se você se preocupa com o cara da forma que demonstrou, sugiro que esteja por perto caso ele precise de um amigo.

Mas, não é o caso, a postura dela deixa claro que ela quer arrancar até o último centavo dele. E agora José? – by Carlos Drummond de Andrade.

Agora vem o famoso preço da amizade, se você for muito amigo mesmo, a ponto de topar sacrificar o relacionamento de vocês para fazê-lo enxergar a merda que está fazendo, terá que conversar com o cara abertamente.

Se não resolver, converse com a família do cidadão. Se ainda assim a coisa não tiver fim, como diria um amigo meu, é melhor um final horroroso do que um horror sem fim. O que eu quero dizer? Parta para o tratamento de choque! Vá até o bordel da desgraçada, pague e mande brasa... O que não fazemos em nome da amizade?

Quando o cara está nesse estado débil apenas cenas fortes mexerão com a cabeça dele, sendo assim, tire fotos ou filme com o celular a coisa toda, cochiche no ouvido dela e peça para te chamar, em alto e bom som, de corno. Frases como “me rasga com seu pau enorme” ou “eu não agüento mais, tenho que gozar” também podem servir…

Seu amigo é nó cego o suficiente para não sacar o truque, com certeza achará que o “corno” é para ele… Se possível, compre a calcinha dela, provavelmente, ela venderá.

Acho que isso bastará! Porém, devo adverti-lo a não mostrar as provas materiais antes de checar as condições mentais do meliante, bem como, ver se algo próximo poderá ser usado como arma.

O cara vai ficar macho! Estou avisando, isso é só em caso extremo... Acho até que ele irá cortar as relações com você por um tempo, mas depois que cair na real, o que pode levar anos, entenderá.

Abraço do Urso

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários