Sabe aquela amiga casada que você sempre teve vontade de pegar? É hoje o dia L

Querido Urso, tenho 24 anos, sou casada e tenho uma filha de 2 anos. Sou o tipo de mulher que os homens viram a cabeça na rua pra continuar olhando quando eu passo. Tenho um casamento perfeito, não tenho nada do que me queixar do meu marido como homem, amigo, companheiro, pai… Cinco anos atrás, uma amiga dele me “ensinou” porque os homens são tão mulherengos.
Realmente não tem nada melhor que mulher… Hoje vivo uma vida tripla, e ainda tem vaga no meu coração. Continuo casada, continuo com essa amiga dele e tenho mais um rolo. Ainda assim, meus sonhos quentes de toda noite são com outra, uma amiga de faculdade também casada que faço de tudo pra criar oportunidade de rolar alguma coisa.
Onde está a pergunta, não é? Quero sua ajuda pra conseguir criar essa oportunidade, ela consegue me deixar sem saber o que fazer. Espero que responda Urso. Bjos. AMANTE

Caros leitores, a leitora da pergunta finalmente entendeu o cérebro dos mulherengos, entendeu tanto que acabou se tornando uma mulherenga, e, diga-se de passagem, das boas, melhor dizendo, no nível galinhesco dos homens ela já estaria concorrendo ao primeiro prêmio. Casada e com vontade de pegar uma terceira?

Eu sinceramente gostaria de entender como a pessoa consegue arrumar tanto tempo disponível para tanta farra… Criando uma filha, cuidando do marido, comendo a amiga dele, pegando outra garota e de olho na terceira, como pode?

Já fui muito sem vergonha na adolescência, mas era diferente, não precisava cuidar de ninguém, era só farra pura e simples, tinha sempre duas ou mais (prefiro não comentar) namoradas simultaneamente. Realmente era muito galinha, admito.

Não sei nem como te rotular, cara leitora, na sociedade em que vivemos, se uma mulher sai com vários homens ao mesmo tempo, ela é considerada leviana, para não dizer, piranha, vaca, galinha ou cachorra… Nunca entendi o que os pobres animais têm com essa história…

Não sei qual é o animal que se enquadra no seu caso, se é que algum o faz, nunca prestei atenção para saber se existe algum que, além de lésbico, seja promiscuo.

Sinceramente, eu não posso condenar seu estilo “viva La vida loca”, já passei por ele e muitos daqueles que poderão lhe apedrejar também passaram ou ainda poderão passar. Muitos têm os mesmos desejos, porém lhes falta coragem para quebrar os dogmas da sociedade e juízo para saber se podem, quando e como devem fazê-lo. Poucas as pessoas são aquelas que sabem a hora de parar.

Tem uma coisa que não entendo sobre as lésbicas, por que algumas preferem garotas masculinizadas? Se elas querem alguém que faz a barba, arrote e mije de porta aberta, pegue um homem, oras!

Você está com dificuldade em arrumar uma forma de se aproximar porque lhe falta foco, com tanta distração sexual as idéias estão fugindo, é normal.

Aos leitores pentelhos, devo lembrá-los de que aqui não é um tribunal da moral e dos bons costumes, então, antes de ficar enchendo a paciência de todos com julgamentos, sugiro que olhem bem para a vida de cada um.

Voltando ao seu problema, existe uma filosofia sobre entrada e saída de coisas, para você deixar algo entrar, deve deixar algo sair. Eu sei, também pode ser aplicada a situações pornográficas, mas não é disso que estou falando.

Antes de ir caçar a sua perereca, livre-se de tanto enrosco primeiro, caso contrário, ficará mais complicado. Pode continuar com o maridão, pelo visto ele não se importa ou não percebe o que está acontecendo. Eu não me importaria, não é a colação de velcro com alguém que a faria me amar menos ou mais, acho isso tem mais a ver como o modo que eu me porto do que com as suas atitudes, mas cada um tem uma cabeça diferente, lembre-se disso.

Fico meio sem jeito de lhe indicar como pegar a garota, pois pelo relatado você já pegou outras e já sabe como é que se faz. É contra minha “religião” dar em cima de mulher casada, mas isso faz parte de um corporativismo besta que os homens têm.

Como em tudo na vida você precisa ter o objetivo de forma muito clara. Você deseja apenas comer a garota, quer algo mais sério ou quer deixar a vida te levar? Isso pesa bastante…

De forma rápida, arrume situações onde fiquem apenas as duas, ou seja, separe-a do rebanho. Descubra o que ela gosta de ouvir, de comer e os locais onde sente mais tesão. Pergunte essas coisas ao longo dos dias, não faça todas de uma vez – “O que achou do vestido de fulana?”, nisso você emenda que adora vermelho/azul/qualquer e pergunta o que ela gosta. Entendeu?

Como em toda conquista, evite falar mais de você, só fale para obter informações que deseja. Identifique pontos fracos no relacionamento dela e tire proveito disso.

Como você tem de sondar sobre a possibilidade de botar as aranhas para brigar, faça isso de forma elegante, não chegue perguntando “E aí, posso dar uma chupada em você e te levar para ver as estrelas?”.

Não se esqueça de conversar com ela sempre olhando em seus olhos e fale o nome da gostosa no meio da conversa algumas vezes, isso demonstra interesse. Não exagere nos elogios.

Estou considerando que a sua amiga ainda não tenha tido experiências com outras mulheres, por isso é mais difícil a aproximação sem espantar a presa. Pode ser, inclusive, que ela não queira ralar o queijo com você, não leve a mal. Se ela gostar de você, sua oportunidade surgirá a qualquer momento, por favor, para o bem da relação, se você gosta de usar calcinha grande, guarde uma pequena na bolsa e mantenha a grama aparada, senão pode assustar a aranha!

Beijoka do Urso

Comentários

comentários



Comentários

Powered by Facebook Comments

Se cadastre para receber as atualizações por e-mail

* indicates required



/

( dd / mm )


Sexo e relacionamento – Frequência dos e-mails

Carreira e cotidiano – Frequência dos e-mails

Comportamento – Frequência dos e-mails

Educação e saúde – Frequência dos e-mails

Política e religião – Frequência dos e-mails

Comunicados oficiais – Frequência dos e-mails

Presença Online – Frequência dos e-mails


Comentários

comentários